TEMPO COMUM "Grande é a messe, poucos são os operários" Lc 10,2

INFORMATIVO

Cadastre e receba nosso informativo

28/09/2017 “Os Aspectos litúrgicos da Iniciação à Vida Cristã e Organização da Pastoral Litúrgica” foram os temas trabalhado no encontro Regional de Liturgia.

Aconteceu nos dias 23 e 24 de setembro o Encontro Regional de Liturgia e os temas trabalhado foram “Os Aspectos litúrgicos da “Iniciação à Vida Cristã” e Organização da Pastoral Litúrgica. Este foi assessorado pelo Frei Faustino Paludo, assessor Nacional de Liturgia da CNBB e padre Jair Fante, secretário executivo do RO2. Tivemos a presença de 06 Dioceses em um grupo de mais de 30 pessoas. Sobre o documento 107 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), vimos que, o caminho da Iniciação à Vida Cristã nos conduz a um tríplice mergulho: no mistério de Deus, que cria e conduz seu povo à felicidade verdadeira na vida com ele; no mistério de Cristo, que nos salva por sua vida, paixão, morte e ressurreição, e no mistério da Igreja, que movida pelo Espírito Santo, nos conduz à íntima relação com Jesus Cristo vivo e presente em nossa história.
A Iniciação significa “entrar dentro”, fazer experiência, mergulhar. Então Iniciação à Vida Cristã é mergulhar no mistério de Jesus Cristo. Fazer a experiência do encontro com Ele. Uma Igreja missionária requer um processo de Iniciação à Vida Cristã tendo como principais alicerces a Liturgia e a Catequese, que juntas, pensam e constroem uma formação catequética que considera o testemunho de fé, a vivência, a experiência e o contágio, como disseram sobre os primeiros cristãos, “vejam como eles se amam”. Ao mesmo tempo uma liturgia que celebra o que vê, ouve e anuncia. Isto é: uma liturgia que vive o que celebra e celebra o que vive.
É competência da liturgia, proporcionar o mergulho no mistério de Jesus Cristo, pois nela está a dimensão sacramental seja na ritualidade, seja nos símbolos e gestos. O rito é o caminho que conduz ao mistério e a ação litúrgica não é teoria, mas experiência do mistério de Jesus Cristo e nós e a nossa experiência de fé e vida no mistério de Cristo.
O documento 107 nos é apresentado na perspectiva de uma iniciação não aos sacramentos, mas à vida cristã, por isso um itinerário, um caminho para formar discípulos missionários de Jesus Cristo, para viver no mundo atual dando respostas coerente da fé que professa. O processo de Iniciação à Vida Cristã nos convida a uma mudança de práticas e atitudes em vista da conversão pastoral e ao mesmo tempo supõe o envolvimento de todos.

Jovelina França
Pastoral Litúrgica