TEMPO COMUM Respondeu-lhes Jesus: "Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus". (MT 22,29)

INFORMATIVO

Cadastre e receba nosso informativo

03/12/2018 “Uma Igreja comprometida com os povos”, apelo de dom Giovane

A diocese de Miracema (TO) recebeu, entre os dias 30 de novembro e 2 de dezembro, o Encontro de Povos e Comunidades das Bacias do Araguaia e Tocantins. Foram três dias de partilha, discussões e busca de soluções coletivas entre lideranças de comunidades e povos tradicionais, religiosos e religiosas, bispos e padres. Motivada pela Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam-Brasil), a atividade fez parte do processo de escuta em preparação ao Sínodo para a Amazônia, convocado pelo papa Francisco para outubro de 2019.

Estiveram representadas as dioceses de Marabá, Cametá, Conceição do Araguaia e São Félix do Xingu, no Pará; Imperatriz, Tocantinópolis, Miracema, Palmas, Porto Nacional e Cristalândia, no Tocantins; São Félix de Araguaia, Barra do Garças e Rondonópolis-Guiratinga, em Mato Grosso.

Para o bispo de Tocantinópolis (TO), dom Giovane Pereira de Melo, faltava uma escuta mais ampliada dos povos e comunidades no regional Norte 3 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e o Encontro de Bacias supriu essa necessidade. “Saímos sensibilizados com a escuta realizada aqui de que precisamos ser uma Igreja mais comprometida com as águas, os povos e os territórios, uma Igreja que não seja indiferente”, pontuou o bispo.

De acordo com padre Dário Bossi, que é assessor da Repam-Brasil e do Grupo de Trabalho sobre a Mineração da CNBB, a atividade superou as expectativas. “O número de pessoas e comunidades representadas ultrapassou o que esperávamos e as discussões realizadas contribuíram, e muito, para se articular e pensar alternativas para a região”, destacou Bossi.

Confira a notícia na íntegra