TEMPO COMUM Respondeu-lhes Jesus: "Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus". (MT 22,29)

INFORMATIVO

Cadastre e receba nosso informativo

14/08/2020 Mobilização mundial chama atenção para queimadas e destruição na Amazônia

“Amazonizar-se” é agir como uma organização mundial e gritar bem forte para que diversas vozes ecoem em defesa da Amazônia. É nesta perspectiva que ocorre uma mobilização em todo o mundo entre os dias 14 e 28 de agosto em defesa da vida na região amazônica. Para esta sexta-feira, 14, a mobilização será nas redes sociais com um tuitaço e uso de hashtags nas outras plataformas.

A Assembleia Mundial pela Amazônia, que tem organizado as ações de mobilização e articulado iniciativas em todo o mundo, ressalta que “Amazonizar-se é ser um só coração para a vida: existir e resistir contra o terricídio, o ecocídio e o etnocídio. Para denunciar aqueles que destroem as forças vivas do planeta”.

As publicações nas redes sociais devem utilizar as hashtags #assembleiamundialamazônia #amazonízate #amazoniasemquiemadas e #sosoamazônia.

“Os incêndios e o extrativismo (das minas, madeireiras, garimpos e petróleo) são alimentados pela cobiça, o egoísmo, a rapina, a soberba das corporações, o autoritarismo dos estados e empresas – e por todos os atores que promovem as queimadas para expoliação dos recursos da Amazônia”, ressaltam os organizadores.

Entre as diversas preocupações que devem ser denunciadas e compartilhadas nas redes sociais, está a atuação das indústrias frigoríficas, madeireiras, petroleiras, mineiras e de biopirataria que “desflorestam, reduzem a biodiversidade, matam fontes de água em nossos campos e florestas”. Os organizadores também recordam a preocupação com o avanço do extrativismo que “esquenta o mundo, muda o clima e faz a humanidade sofrer em todos os rincões da Terra”.

“As memórias ancestrais das culturas amazônicas vivas, a voz do povo da Amazônia e do mundo se unem cm todas as forças para exigir: — Parem de queimar a nossa casa! A Amazônia é o lugar dos sonhos de nossas crianças, um dos pulmões com que a humanidade respira, o coração da vida planetária: — Exigimos que sejam investigados e penalizados os culpados pela destruição!”, afirma a Assembleia pela Amazônia.

Os internautas poderão preparar cartazes com denúncias, exigência de ações governamentais e políticas, uma mensagem “amazonizante”, desenhos ou frases. Depois, fotografar o cartaz e postar nas redes sociais com as hashtags da mobilização.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) apoia a mobilização em defesa da Amazônia.