TEMPO COMUM ''Minhas ovelhas escutam minha voz, eu as conheço e elas me seguem.'' Jo 10,27

INFORMATIVO

Cadastre e receba nosso informativo

06/02/2019 Igreja no Brasil na acolhida aos migrantes venezuelanos

A Igreja no Brasil tem buscado dar uma resposta à urgente crise humanitária que se instalou desde 2017 em Roraima, com a chegada de milhares de migrantes venezuelanos às cidades de Pacaraima e Boa Vista. As ações para socorrer nas necessidades mais urgentes foram o início de uma série de iniciativas voltadas para dar dignidade e novas oportunidades de vida para aqueles que fogem da desafiadora conjuntura sociopolítica da Venezuela.

O projeto Caminhos de Solidariedade é a materialização das forças da Igreja na atenção aos irmãos venezuelanos. Com o apoio do Fundo Nacional de Solidariedade – o gesto concreto da Campanha da Fraternidade da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) – o projeto está organizado em três eixos: articulação conjunta com a Igreja na Venezuela, Integração e meios de vida.

São as entidades à frente do projeto a diocese de Roraima, por meio da Caritas diocesana, a CNBB, a Cáritas Brasileira, o Serviço Pastoral do Migrante (SPM), Instituto de Migrações e Direitos Humanos (IMDH), Serviço Jesuíta para Migrantes e Refugiados (SJMR), além de outras entidades.

O Plano Nacional Caminhos de Solidariedade: Brasil & Venezuela é um eixo central que necessita do apoio conjunto de toda a Igreja no Brasil. A iniciativa tem como objetivo contribuir para que a acolhida e as ações de integração sejam fortalecidas para atendimento digno aos migrantes, em Roraima e nos demais estados do Brasil.

A proposta conta com o apoio de dioceses, paróquias, congregações religiosas e famílias que queiram acolher os migrantes venezuelanos a fim de possibilitar a reconstrução de suas vidas.

 

Confira a notícia na íntegra