TEMPO COMUM ''Minhas ovelhas escutam minha voz, eu as conheço e elas me seguem.'' Jo 10,27

INFORMATIVO

Cadastre e receba nosso informativo

17/06/2019 Cuidado com a casa comum: “o tempo está se esgotando”, adverte o Papa Francisco

Nesta terça-feira, 18 de junho de 2019, completam-se quatro anos desde que a encíclica Laudato Si’ pôde ser conhecida pelo mundo todo. O alerta para a urgente mobilização frente à crise socioambiental vivida no mundo, com o chamado à conversão ecológica, agora ganhou contornos de urgência: “o tempo está se esgotando”, disse o Papa Francisco, na última semana a dirigentes de empresas petrolíferas que participava do encontro sobre “A transição energética e a tutela da casa comum”.

O encontro promovido na Casina Pio IV, nos Jardins Vaticanos, pelo Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral, teve a participação do Papa Francisco, que manifestou sua preocupação com o “momento crítico” que o planeta está vivendo.

“Queridos amigos, o tempo está se esgotando! As reflexões devem ir além das meras explorações daquilo que pode ser feito e concentrar-se sobre o que precisa ser feito”,  exortou o Pontífice.

De acordo com destaque do Vatican News, o Papa Francisco ressaltou que a atual crise ecológica, “especialmente a mudança climática, ameaça o futuro da família humana”. Francisco lamentou o fato de que por muito tempo os frutos das pesquisas científicas foram coletivamente ignorados. Um dos mais recentes, citado por Francisco, foi o relatório sobre o impacto do aquecimento global se ultrapassada a marca de 1,5°C nos próximos anos.

“Como demonstra a atual situação, os pobres são os mais vulneráveis aos furacões, à seca, às inundações e aos outros eventos climáticos extremos. Por isso, certamente se requer coragem para responder ‘ao clamor sempre mais desesperado da terra e dos seus pobres’”, disse Francisco.

Confira a notícia na íntegra