TEMPO COMUM "Ide pelo mundo e pregai o evangelho a toda criatura" MC 16,15

INFORMATIVO

Cadastre e receba nosso informativo

03/10/2018 CEBs: Igreja Ministerial em Saída! Comunidades Eclesiais de Base da diocese de Rondonópolis/Guiratinga tem nova coordenação


As Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) da Diocese de Rondonópolis-Guiratinga, no último sábado (29/09/2018), reuniram-se na Comunidade São Mateus – Paróquia Santa Cruz, por ocasião da realização de sua 9ª Assembleia Diocesana das CEBs. Foi um momento muito importante de reencontro e reafirmação do compromisso com essa caminhada que busca a construção do Reino Definitivo, que já está no meio de nós e que vai se fazendo com a dedicação, vivência e Testemunho de Vida que cada um de nós Cristãos somos chamados a corresponder, desde o nosso batismo.

Nessa oportunidade estiveram presentes 52 leigos/as, Padres Ilson, Jhonatha e José Éder e também o bispo Dom Juventino. O Povo de Deus refletiu sobre a história e atualidade de nossas Comunidades e as perspectivas para nosso o nosso caminhar futuro, além, de eleger a nova Coordenação Diocesana das CEBs.

Ao se dirigir aos presentes, Dom Juventino acolheu carinhosamente cada uma e cada um dos participantes e enfatizou a importância de termos e sermos uma Igreja de Comunidades, pois, segundo ele “Ao contrário de muitos ambientes que temos mundo a fora, na Comunidade cabe todo mundo. Na Comunidade todos tem lugar”. Também reforçou que até se emociona com o testemunho de quem não se apega ao poder, mas continua colaborando com seu serviço junto aos que vão chegando e também assumindo compromissos com a caminhada da Igreja.

Já para o Profº Adilson José, um ponto muito importante é a valorização da nossa caminhada, que é realizada vivendo a Fé e a Vida, experimentando e transformando as situações que nos interpela no nosso caminhar. Diz ele: “as nossas CEBs, que são uma riqueza de diversidades e pessoas engajadas, precisam avançar ainda mais com a Formação Permanente e no melhoramento na nossa Comunicação. Pois, essas são condições necessárias para mantermo-nos fiéis ao profetismo e seguimento do Evangelho, que para nós é irrenunciável”. Finalizou nos indagando sobre qual a nossa contribuição para a Igreja e para a Sociedade?

Ao fazer uso da palavra, o Profº Ademar discorreu sobre a necessidade de pensarmos a Comunidade num contexto urbano, sendo ela um lugar da educação e da construção de um novo ser. Também revisitou o Concílio Vaticano II e a Exortação Apostólica A Alegria do Evangelho, destacando que “não há Igreja sem Jesus Cristo no Centro e sem Comunidade. Temos que ecoar na prática as palavras do Papa Francisco, que nos alerta para sermos uma Igreja Ministerial e em Saída”. Reforçou que precisamos sair das armadilhas do jogo e sermos o retrato das primeiras comunidades Cristãs: “Vejam como eles se amam. Não há necessitados entre eles. Seguir fazendo o bem”.

Em outro momento, Juvenal fez uma linda memória das atividades desenvolvidas nesses quatro anos conduzidos por esta Coordenação Diocesana das CEBs. Destacou o grande número de momentos formativos, o que exemplifica a importância que temos dado à qualificação permanente de nossos Leigos e Leigas, para que possam desenvolver melhor ainda sua vocação e a missão assumida em suas Comunidades.

Como sequência da programação, foi realizada a eleição da nova Coordenação Diocesana das CEBs, composta da  seguinte forma: Coordenador – Ademir Gonsales Pauliquevis Júnior (Paróquia Sta. Cruz), Vice Coordenadora – Elza Francisca Serafim (Paróquia José Operário), Secretário Osmar Nascimento de Moraes (Paróquia N. Sra. Aparecida), Vice Secretária – Grazieli Hellrigl Sousa, Tesoureira Joana D´arc da Silva Azevedo (Paróquia N. Sra. Aparecida), Vice Tesoureiro – Renato Carvalho Ribeiro (Paróquia N. Sra. Aparecida), Representantes na Ampliada Regional das CEBs – Juvenal Paiva da Silva – (paróquia S. Domingos Sávio) e Mauro César Campos (Paróquia S. José Esposo), Assessores – Porfº Ademar, Profº Adilson José e Profª Laci. Quanto ao Diretor Espiritual, será encaminhado junto a Dom Juventino o nome de um Padre que acompanhará essa nova Coordenação.

 

Já no encerramento, dirigimo-nos ao Santíssimo rogando a Deus para que nos conceda humildade, persistência e capacidade de dialogar. Que derrame sobre nós todas as bênçãos necessárias para seguirmos fortalecendo nossas Comunidades com boa organização e planejamento e que seja frutuosa nossa Caminhada, em especial nesse tempo em já estamos construindo o processo do 15º Intereclesial das CEBs.