TEMPO COMUM Respondeu-lhes Jesus: "Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus". (MT 22,29)

INFORMATIVO

Cadastre e receba nosso informativo

12/10/2015 ASSEMBLEIA DIOCESANA DE CATEQUESE Diocese de Rondonópolis-Guiratinga

catequistas2015ofi-e1446075417153Nos dias 24 e 25 de outubro de 2015, em Fátima de São Lourenço, reuniram-se 98 catequistas coordenadores, oriundos das 21 paróquias da diocese de Rondonópolis-Guiratinga. Num clima de alegria, doação e esperança os catequistas participaram de uma dinâmica de integração e de momento orante. Após, cada paróquia apresentou a realidade da catequese em relação à iniciação à vida cristã. Permanecem muitos desafios em especial em relação à formação, participação da família, linguagem da catequese e linguagem dos adolescentes, metodologia, renovação e formação de catequistas mas muitos avanços foram aposentados. Este momento mostrou o rosto da catequese na diocese, Um rosto bonito e cheio de esperança.

Após dom Juventino Kestering aprofundou o tema de estudo: “Catequese de iniciação à vida cristã, numa Igreja em estadopermanente de missão”. Salientou: “Igreja em estado permanente de missão implica em efetiva iniciação à vida cristã. O tempo e lugar têm um modo característico para apresentar Jesus Cristo e suscitar nos corações seguimento de Jesus Cristo, que convida para com Ele vincular-se. A admiração pela pessoa de Jesus, seu chamado e seu olhar de amor desperta resposta consciente e livre desde o mais íntimo do coração do discípulo”. É preciso ajudar as pessoas a conhecer Jesus Cristo, fascinar-se por Ele e optar por segui-lo. A catequese traz consigo consequências para a ação evangelizadora: Atitudes: acolhida, diálogo, partilha, escuta da Palavra de Deus e adesão à vida comunitária” afirmou. À noite de sábado foi dedicado à integração, apresentações culturais, convivência e lazer.

Na manhã do domingo, Pe. Gunther Lendbradl presidiu a Eucaristia. Após a psicóloga Rosana aprofundou a questões das relações de gênero na catequese. O tema despertou interesse e motivação para a continuidade da reflexão. Na manhã de domingo ainda foi visto a programação para o ano de 2016, a formação em nível de forania e diocese e a avaliação do encontro.

Todos os catequistas retornaram para suas paróquias com alegria, entusiasmo, apesar dos desafios, com motivação para continuar a caminhada de catequese.

Por: Pastoral da Comunicação (Pascom)
Fonte: Diocese de Rondonópolis-Guiratinga