TEMPO DA QUARESMA “E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa.” (Mt 6,6)

INFORMATIVO

Cadastre e receba nosso informativo

08/02/2019 Ação dos agentes da Pastoral da Criança é exemplo da “gratuidade humana”

“Recebestes de graça, dai de graça!”, este trecho do Evangelho de Mateus é o tema da mensagem do papa Francisco para o 27º Dia Mundial do Enfermo, que será celebrado no dia 11 de fevereiro, próxima segunda. No texto, Francisco recorda a figura de Santa Madre Teresa de Calcutá, modelo de caridade que tornou visível o amor de Deus pelos pobres e os doentes. Ela foi canonizada por Francisco, em setembro de 2016, no contexto do Jubileu da Misericórdia.

Outras pessoas lembradas pelo papa em sua mensagem são os voluntários, a quem Francisco expressa seu agradecimento e encorajamento. “A gratuidade humana é o fermento da ação dos voluntários, que têm tanta importância no setor socio-sanitário e que vivem de modo eloquente a espiritualidade do Bom Samaritano”, diz em um trecho.

No Brasil, um exemplo de “bom samaritano” é o dos “líderes voluntários” capacitados pela Pastoral da Criança, organismo de ação social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) que tem por missão promover o desenvolvimento das crianças, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, do ventre materno aos seis anos de idade. Os líderes voluntários, como são chamados pelo Estatuto do Organismo, assumem a tarefa de orientar e acompanhar as famílias em ações básicas de saúde, educação, nutrição e cidadania.

São eles os responsáveis por dar assistência a gestantes e até 15 crianças de famílias próximas à sua casa, realizando visitas domiciliares, com o objetivo de acompanhar a situação de vida e as necessidades reais das famílias para poder ajudá-las. Segundo o presidente do Conselho Diretor da Pastoral da Criança, dom Anuar Battisti, os líderes voluntários são a grande força que move a Pastoral.

Confira a notícia na integra