TEMPO COMUM "Ide pelo mundo e pregai o evangelho a toda criatura" MC 16,15

INFORMATIVO

Cadastre e receba nosso informativo

14/02/2018 4ª Feira de Cinzas e a Campanha da Fraternidade

Neste dia 14 de fevereiro de 2018, com a celebração de 4ª feira de cinzas, tem início e um novo tempo na Igreja: A quaresma. Hoje é um dia de Jejum e abstinência de carne. Cada um/a é chamado a iniciar a quaresma com um gesto concreto de conversão e de mudanças de vida. As cinzas colocadas sobre a cabeça são um sinal de que estamos dispostos a caminhar com Jesus e com os irmãos rumo a conversão. O tempo da quaresma vai da quarta-feira de cinzas até a missa da Ceia do Senhor na 5ª feira Santa. É o tempo para preparar a celebração da Páscoa. “Tanto na liturgia quanto na catequese litúrgica esclareça-se melhor a dupla índole do tempo quaresmal que, principalmente pela lembrança ou preparação do Batismo e pela penitência, fazendo os fiéis ouvirem com mais frequência a Palavra de Deus e entregarem-se à oração, os dispõe à celebração do mistério pascal” (SC, n. 109).

Em todo Brasil, hoje se inicia a Campanha da Fraternidade. A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil promove durante a quaresma a Campanha da Fraternidade, cuja finalidade principal é vivenciar e assumir a dimensão comunitária e social da Quaresma. A Campanha da Fraternidade ilumina de modo particular os gestos fundamentais desse tempo litúrgico: a oração, o jejum e a esmola. Neste ano, o tema da Campanha é “Fraternidade e superação da violência” e o lema: “Em Cristo somos todos irmãos” (Mt 23,8). Deseja assim mobilizar a todos sobre a dura realidade em que vive as sociedade brasileira diante da violência que avança e amedronta. A CF 2018, além de mapear a violência, coloca em evidência as iniciativas que existem para superá-la, bem como despertar novas propostas com esse objetivo. “A Igreja no Brasil escolheu o tema da superação da violência devido ao crescimento dos índices de violência no Brasil. Esse tema já foi discutido na década de 80, num contexto em que o país vivia a recessão militar e dentro desse contexto foi possível mapear diversas formas de violência”. O lema da CF “Vós sois todos irmãos” foi extraído do capítulo 23 do Evangelho de São Mateus, no qual Jesus repreende os fariseus e mestres da lei, por suas práticas não serem coerentes com os seus discursos. “Os fariseus e mestres da lei valorizavam a sociedade hierarquizada. Jesus propõe-lhes então um novo modelo mais comunitário e fraterno “Vós sois todos irmãos”.

“A Campanha da Fraternidade celebrada na quaresma, intensifica o convite à conversão. Ela contribui decisivamente para que este processo ocorra e alargue o horizonte da vivencia da fé, na medida em que traz, para a reflexão eclesial, tema de cunho social para suscitar ações transformadoras, segundo o Evangelho” (Texto base pág. II). A Campanha da Fraternidade tem como objetivo: “Refletir sobre a realidade da segurança no Brasil em vista de uma vida saudável, suscitando o espírito fraterno e comunitário das pessoas”.

Que nesta 4ª feira de cinzas possamos assumir juntos a divulgação da Campanha da Fraternidade e que a quaresma seja um tempo de fraternidade, de conversão e acima de tudo de voltar o olhar para Jesus Cristo, pois Ele é para nós o caminho, a verdade e a vida.

Dom Juventino Kestering
Bispo Diocese de Rondonópolis/Guiratinga