TEMPO COMUM "Vocês que buscam a justiça na Lei, se desligaram de Cristo e se separaram da Graça." (Gl 5,4)

INFORMATIVO

Cadastre e receba nosso informativo

09/10/2016 Nota de Pesar

padre-joao-paulo-2A diocese de Rondonópolis Guiratinga lamenta com pesar o falecimento de Pe. João Paulo Nolli, ocorrido na manhã deste domingo (10) vítima de um ato brutal. Pe. João Paulo nasceu em Andirá, diocese de Cornélio Procópio, PR no dia 29 de abril de 1981. Filho de Atílio e Rachel Peres Nolli. Ingressou no seminário da Congregação da Copiosa Redenção onde fez o ensino médio. Uma vez residindo em Juscimeira fez seu processo de ingresso no Seminário diocesano de Rondonópolis-Guiratinga. Concluiu seus estudos de filosofia e teologia no Sedac, em Várzea Grande, MT e recebendo a formação no Seminário Maior Jesus Bom Pastor. Concluídas as etapas de formação ordenou-se diácono aos 20 de janeiro de 2007 e ordenação presbitertal em Rondonópolis aos 20 de julho de 2007 pela imposição das mãos de dom Juventino Kestering. Ordenado presbíteros foi indicado vigário na Paróquia São José Esposo aos 19 de agosto de 2007. E no dia 31 de janeiro de 2010 foi nomeado pároco da Paroquia São José Esposo, atividade que exerceu até o dia de seu falecimento.
Durante este curto pastoreio de seis anos como pároco, revitalizou a paróquia nos inovações pastorais, concluiu o belo templo dedicado à São José Esposo, o maior da diocese, aglutinava multidões com celebrações alegres, comunicativas, inovou a presença da Igreja nos meios de comunicação em especial a TV com o programa de uma hora “Deus cuida de mim”, fez da paróquia São José um espaço de encontro, de participação, exímio pregador com facilidade de construir as frase e o ensino, foi assessor eclesiástico da Associação Divina Providencia, fez inúmeros retiros, acampamentos, pregações, celebrações na diocese e em outras diocese. Seu corpo será transladado para Cornélio Procópio,PR onde reside sua família e será sepultado no cemitério local.

Para a diocese de Rondonópolis-Guiratinga configura-se como uma grande perda, pois além de fervoroso pároco, era um irmão, colega e amigo. Agradecemos à família porque nos concedeu este filho presbítero à nossa diocese; aos presbíteros, sentidos com a perda, consolemo-nos mutuamente e nos fortalecemos na missão. Ao Pe. João Paulo nosso agradecimento pela dedicação, amor á missão e participação no presbitério. Deus te recompense na eternidade.

Rondonópolis, 10 de outubro de 2016

Dom Juventino Kestering
Bispo diocesano