TEMPO COMUM Respondeu-lhes Jesus: "Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus". (MT 22,29)

INFORMATIVO

Cadastre e receba nosso informativo

01/11/2019 Imagem de Santa Dulce dos Pobres será apresentada aos fiéis em Belo Horizonte

O arcebispo de Belo Horizonte e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), vai celebrar no próximo domingo, 3 de novembro, às 10h30, uma missa na Catedral Cristo Rei, que está em construção, na capital mineira, em honra a Santa Dulce dos Pobres. Cerca de mil fiéis de todas as comunidades de fé da Arquidiocese de Belo Horizonte devem participar da Celebração Eucarística.

Durante a celebração, dom Walmor, que acompanhou a canonização da Irmã Dulce dos Pobres em Roma, abençoará a imagem da Santa, que é padroeira de uma das paróquias da arquidiocese, no Aglomerado da Serra. Ainda no domingo, à tarde, o arcebispo levará a imagem até a paróquia Santa Dulce dos Pobres, celebrando missa com os moradores do Aglomerado. A Paróquia Bem Aventurada Dulce dos Pobres é a única do estado de Minas Gerais que tem Santa Dulce como Padroeira.

Em recente entrevista ao portal da CNBB, dom Walmor, disse que a canonização da Irmã Dulce é um grande presente para toda a Igreja no Brasil, de modo especial para a Igreja na Bahia, mas também para toda sociedade. Dom Walmor destaca o caráter exemplar de sua biografia. “Ela é exemplar na fé incondicional em Deus e exemplar no desdobramento autêntico de sua fé que se traduz no cuidado com os mais pobres. Por isto é elevada à glória dos altares”, disse.

Conhecida como o anjo bom da Bahia, Santa Dulce dos Pobres foi canonizada pelo papa Francisco, No vaticano, no dia 13 de outubro deste ano e se tornou a primeira santa brasileira. A canonização ocorreu no ano em que as Obras Sociais Irmã Dulce comemoram 60 anos. O dia litúrgico da Santa Dulce dos Pobres será celebrado em 13 de agosto.