TEMPO COMUM Respondeu-lhes Jesus: "Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus". (MT 22,29)

INFORMATIVO

Cadastre e receba nosso informativo

20/05/2021 Família e Catequese é o tema do11º Simpósio Nacional das Famílias, no próximo dia 29 de Maio

As Comissões Episcopais Pastorais para a Vida e a Família e para a Animação Bíblico-Catequética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) vão aprofundar o tema “Família e a Catequese” no próximo dia 29 de maio. As duas comissões da CNBB, junto com a Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF), realizam o 11º Simpósio Nacional das Famílias, mais uma vez realizado de forma on-line, por conta da pandemia do novo coronavírus.

O evento ocorre no sábado, 29 de maio, transmitido pelo canal da Pastoral Familiar no Youtube. O tema desta edição é “Família e Catequese” e o lema é “Como poderei entender, se ninguém me explica?” (At 8,31)”. O Simpósio é oportunidade de refletir sobre a relação da família com o processo catequético, além de apresentar à Pastoral Familiar as indicações do “Novo Diretório para a Catequese”. As inscrições estão abertas no endereço http://bit.ly/Simp2021

Ao abordar o tema “Família e Catequese”, as Comissões para a Vida e a Família e para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB recordam o papel da família como primeira Igreja, tão marcado pela expressão “Igreja doméstica”. O Diretório da Catequese, que será objeto de reflexão durante o evento, no Capítulo VIII, ao se referir à catequese na vida das pessoas, fala de um processo contínuo, no qual a família é o espaço por excelência de anúncio da fé.

“A catequese começa em casa, na mais tenra idade e não deve ser interrompida em nenhuma etapa da vida, porque sempre somos necessitados do anúncio do Reino. Obviamente, existem etapas diversas, algumas passam pelos conteúdos doutrinais mais elaborados, que são oferecidos nas estruturas paroquiais. Por isso, não é exagero dizer que não existe catequese sem família e família sem catequese, quando pensamos na Igreja. ‘O futuro das pessoas, da comunidade humana e da comunidade eclesial depende em grande parte da família, da célula fundamental da sociedade’ (DC, n. 226)”, comenta o assessor da Comissão para a Vida e a Família da CNBB, padre Crispim Guimarães dos Santos.

Programação
A abertura do evento contará com mensagem do arcebispo de Belo Horizonte e presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo, e será conduzida pelos integrantes da Comissão Vida e Família – entre eles, o bispo de Rio Grande (RS) e presidente, dom Ricardo Hoerpers. Na sequência, será rezado o Terço da Família com agentes da Pastoral Familiar de diversas localidades.

A primeira palestra será ministrada pelo arcebispo de Curitiba (PR) e presidente da Comissão para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB, dom José Antônio Peruzzo. Ele fará uma explanação sobre o tema central do Simpósio. Na sequência, os agentes da Pastoral Familiar no Rio de Janeiro Maria Bárbara e Sávio Bittencourt trarão experiências de como implementar a catequese dentro da família, uma catequese doméstica.

Lançamento
Ainda pela manhã, às 11h30 o casal coordenador nacional da Pastoral Familiar, Khátia e Luiz Stolf, apresentará o subsídio Hora Família que será utilizado neste ano durante a Semana Nacional da Família, no mês de agosto. Em sintonia com o Ano Família Amoris Laetitia, o material terá como título “Alegria do amor na família!”.

Família e iniciação à vida cristã
Após o almoço, a segunda parte da programação inicia com a palestra do assessor da Comissão para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB, padre Jânison de Sá, que vai tratar sobre a Família e a iniciação à vida cristã.

Às 15h, uma mesa redonda será realizada para debater a catequização nas etapas de pré e pós-matrimônio.

O Simpósio será finalizado com a missa, que será presidida pelo bispo de Bacabal (MA) e membro da Comissão Vida e Família, dom Armando Gutiérrez.

Diretório para a Catequese
O documento foi redigido pelo Conselho Pontifício para a Promoção da Nova Evangelização (CPPNE). De acordo com o Vaticano, a publicação de um Diretório para a Catequese representa um acontecimento feliz para a vida da Igreja.

“Com efeito, pode constituir um desafio positivo para todos os que se dedicam ao grande empenho da catequese, uma vez que permite experimentar a dinâmica do movimento catequético que sempre teve uma presença significativa na vida da comunidade cristã”, destaca o texto.

Na CNBB, o documento foi avaliado como “denso de lucidez para falar da potência evangelizadora que a iniciação à vida cristã confere à catequese”. Há a expectativa dos bispos para que o Novo Diretório de Catequese venha somar-se ao atual esforço da Igreja para dialogar com homens e mulheres dos tempos atuais e de todas as idades.

Peregrinação

Também de forma virtual, os agentes da Pastoral Familiar e as famílias de todo o Brasil poderão peregrinar ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida, no domingo 30 de maio. Tradicionalmente, os simpósios da Pastoral Familiar são realizados no Santuário Nacional de Aparecida e seguidos da Peregrinação Nacional, com uma missa pelas famílias na manhã do domingo. Agentes de Pastoral da arquidiocese de Aparecida e do Regional Sul 1 irão representar o Brasil na Casa da Mãe neste ano.

 

 

 

Edições CNBB publica novo Diretório para a Catequese traduzido ao Português do Brasil