TEMPO COMUM Respondeu-lhes Jesus: "Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus". (MT 22,29)

INFORMATIVO

Cadastre e receba nosso informativo

07/07/2020 Dia D do Grito: a cada dia 7, mobilizações e preparativos para o 26º Grito dos Excluídos


A dois meses da principal mobilização social do Dia 7 de setembro, entidades e movimentos populares do Brasil promovem ações em vista da divulgação e preparação para o Grito dos Excluídos. Neste dia 7 de julho, eventos e iniciativas nas redes sociais marcam o primeiro Dia D do Grito.

Nos encontros da coordenação nacional do Grito dos Excluídos, surgiu a proposta da criação de um Dia D do Grito, a ser realizado nos dias 7 de cada mês, antes e depois do 7 de Setembro. De acordo com os organizadores, a ideia, entre outras que possam surgir a partir de cada realidade local, é produzir materiais de comunicação para divulgar e subsidiar os debates em torno do tema, lema, objetivos e eixos do 26º Grito.

Neste ano, o tema permanente “Vida em Primeiro Lugar” é proposto junto com exigência: “Basta de Miséria, Preconceito e Repressão! Queremos TERRA, TRABALHO, TETO e PARTICIPAÇÃO!”.
A coordenação informa que, no processo de construção do 26º Grito, muitas ações já estão sendo feitas, sejam virtuais ou presenciais, como as campanhas de solidariedade junto às comunidades e populações que mais sofrem com o impacto da pandemia e suas consequências sociais. Outras ações estão sendo pensadas, como a produção de lives, programas de rádio, vídeos, podcast, roteiro de celebração, spots para a divulgação do tema e lema do Grito.

“Em tempos de pandemia, os gritos ecoam ainda mais fortes, diante do sofrimento que a doença e o descaso dos governos, sobretudo o federal, impõem a milhares de pessoas que perderam e perderão sua vida, ou familiares, amigos e conhecidos. A Covid-19 escancarou o abandono a que a saúde pública já vinha sendo submetida pelo não cumprimento do que está previsto na Constituição Federal de 1988, o desmonte gradativo do SUS e as reformas neoliberais que visaram a retirada de direitos sociais“, afirma a coordenação nacional do Grito.
No ano passado, a Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Sociotransformadora da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) reforçou o apoio às mobilizações reforçando que, mesmo dando destaque ao dia 07 de setembro, o Grito dos/as Excluídos/as não quer se limitar a esta data.

“Vai muito além. Envolve o antes, o durante e o depois. Em preparação ao evento são promovidas rodas de conversa, seminários, fóruns temáticos envolvendo entidades, instituições, movimentos e organizações da sociedade civil fortalecendo as legítimas reivindicações sociais e reforçando a presença solidária da Igreja junto aos mais vulneráveis, sintonizando-a aos seus anseios e possibilitando a construção de uma sociedade mais justa e solidária“.

Confira algumas das ações que serão realizadas:

Mossoró (RN)
Dia D com um lançamento do grito nas redes, às 19h, com materiais para ser publicado em massa. Também estaremos num programa de Rádio Bem Viver da Rádio Rural trazendo a temática e questões da lutas como a Saúde em Primeiro Lugar.

Roraima
“Bem Viver: o povo clama por saúde pública de qualidade” é o tema da Live desta terça-feira, dia 07, com transmissão pela página do Facebook e Youtube da diocese de Roraima. Será a primeira atividade dos Articuladores do Grito dos/as Excluídos/as neste ano, e também a abertura do Dia D, série de ações que antecedem o Dia 7 de Setembro.

“Convidamos três especialistas para debater com a sociedade o atual momento que vivemos, as estruturas opressoras e excludentes, além das injustiças cometidas pelo sistema capitalista. Por tudo isso e tantos outros motivos, acreditamos que você tenha muito a dizer sobre a situação da saúde, pois o SUS precisa ser defendido e melhorado, ao contrário do que muitos neoliberais defendem”, explicam os articuladores de Roraima.

O bate-papo inicia falando sobre a saúde dos povos indígenas, a saúde no Estado e o cenário da saúde nacional e global. Em seguida, será aberto para debates e questionamentos.

Mato Grosso do Sul
Através da Comissão Regional de Justiça e Paz (CRJP-MS), serão três momentos on-line, devido à necessidade de cuidados frente à pandemia de Covid-19. Nesta terça, o primeiro momento, com a voz da juventude do Regional Oeste 1, às 19h. A live pode ser acompanhada na página da CRJP-MS no Facebook.

Fortaleza (CE)
O Dia “D” do Grito contará com debates sobre a questão da crise sanitária, direito à saúde e fortalecimento do SUS.