TEMPO COMUM "Grande é a messe, poucos são os operários" Lc 10,2

INFORMATIVO

Cadastre e receba nosso informativo

17/11/2017 Cáritas Diocesana faz prestação de contas A diretoria se reuniu com o bispo Dom Juventude e apresentou os projetos em andamento

Na manhã do dia 14 de novembro de 2017 a Diretoria da Cáritas Diocesana, na Casa Paroquial da Paróquia São José Operário se reuniu com o bispo Dom Juventino Kestering com o objetivo de fazer prestar conta dos serviços realizados pela Cáritas Diocesana e o andamento dos atuais projetos.
Pe. Lothar Bauchrowitz deu as boas vindas e encaminhou um momento de oração. Em seguida dom Juventino fez sua explanação sobre o ontem, hoje e o amanhã da Cáritas na diocese de Rondonópolis Guiratinga. Em nome da diretoria, Manoel Messias de Macedo fez longo relato sobre a situação funcional e institucional da Cáritas. Foram avaliados os seguintes programas:
– Projeto Educação Infantil (antigas creches). Hoje a Cáritas está com 05 unidades com mais de 550 crianças de 02 a 03 anos. Salientou-se que há uma grande procura por parte das famílias para matrícula das crianças nestas unidades. Mas também lembrou questões legais sobre o funcionamento estas entidades por parte do governo federal e como se postar diante do futuro incerto.
– Projeto construção de Casa para famílias carentes. Mais de 2.300 casas já foram construídas graças ao apoio e financiamento da Cáritas. Mas atualmente em decorrência de ações do governo com construção de casa o projeto está mais reduzido, mas ainda cumpre sua finalidade.
– Projeto Albergue Noturno que acolhe em média 30 pessoas por noite, onde se oferece oportunidade de banho, jantar, pernoite e café da manhã. Relatou também desafios estruturais em especial com as condições físicas do prédio e a seguranças dos moradores.
– Projeto Recanto dos Idosos com 54 casas para acolher os idosos desamparados;
– Projeto Afiliados, são crianças, adolescentes e jovens que recebem mensalmente de benfeitores da Alemanha uma quantia de recursos para estudos e ajuda na alimentação familiar.
Também foram relatadas as dificuldades de manutenção em decorrências das despesas e exigências legais. Também foi expresso o sonho de fundar Cárias Paroquiais na diocese para articular e desenvolver as ações sociais nas paroquias. Dom Juventino elogiou trabalhos realizados e os projetos em andamento, bem como demonstrou a solidariedade com as dificuldades de manutenção e de possíveis enxugamentos de ações.
Cáritas de Rondonópolis foi criada no dia 1º de outubro de 1973, numa Assembleia geral extraordinária da Ação Social da Prelazia de Rondonópolis, que havia sido fundada pelo Bispo Dom Vunibaldo em 1º de setembro de 1942. Nesta Assembleia foi decidida a mudança do nome de Ação Social para Cáritas Prelatícia (Diocesana) de Rondonópolis, conservando, porém a mesma finalidade da Ação Social: testemunhar e anunciar o evangelho de Jesus Cristo, defendendo a vida, promovendo e animando a solidariedade libertadora, participando da construção de uma nova sociedade com as pessoas em situação de exclusão social.

Pastoral da Comunicação (Pascom)
Diocese de Rondonópolis-Guiratinga