TEMPO COMUM Respondeu-lhes Jesus: "Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus". (MT 22,29)

INFORMATIVO

Cadastre e receba nosso informativo

14/09/2016 A Comissão Pastoral da Terra  inicia curso de formação continuada As Comunidades rurais de Colniza estão sendo contempladas

cpt-01A CPT/MT, à luz das palavras do Papa Francisco “Nenhum Camponês/as sem Terra, Nenhuma Família sem Casa e Nenhum Trabalhador/a sem Direitos”, iniciou no dia 7 de setembro do corrente ano, curso de formação continuada para 25 lideranças, entre homens, mulheres e jovens, de várias comunidades rurais.
Essa formação será de 2 anos e só acontecerá graças o apoio da igreja local – Paróquia Sagrada Família e é uma parceira da CPT com o MPT  (Ministério Público do Trabalho de Alta Floresta) e JT (Justiça do Trabalho de Colíder).
O objetivo do curso é uma formação crítica e autocrítica, contínua, integral, que dialoga com a realidade dos/as participantes, associando teoria e prática, possibilitando o protagonismo das lideranças e o fortalecimento da atuação pastoral destas junto às suas comunidades, para contribuir na transformação socioambiental e na organicidade e pastoralidade da CPT na região Noroeste de MT. A metodologia utilizada está baseada na Educação Popular e iluminação Bíblica e o ponto de partida será o contexto histórico e a experiência sócio-política destas lideranças.
No primeiro encontro realizamos um diagnóstico da realidade agrária e agrícola da região, levantado os principais problemas e desafios do campo, e a partir deste diagnóstico construiremos os eixos e temas que serão estudados nos próximos encontros.
Para Erotides Alves de Jesus Oliveira (Tide), presidente da Associação dos Pequenos Produtores e Produtoras Rurais do Projeto de Assentamento, com o projeto Natal esse curso será importante para “conhecer melhor os nossos direitos e levar melhorias para todas as famílias do Assentamento, fortalecer a articulação entre as diversas lideranças dos vários assentamentos existentes no município”.
Para Mateus, representante do grupo jovem do Projeto Assentamento Colniza I, a participação nesse curso “é importante para termos mais conhecimentos para não repetir os mesmos erros que nossos pais, precisamos muito de formação”.
Ao final do encontro os/as participantes elaboraram a ‘’Carta-Compromisso pelo fortalecimento da Agricultura Familiar no município de Colniza’’ (em anexo) que contém uma série de reivindicações, e será entregue para assinatura a todos os candidatos ao cargo de prefeito, em ato público que se realizará na Praça da Bíblia no próximo dia 19. Um trecho da carta que os candidatos serão convidados a assinar diz que “a não assinatura da mesma será entendido como a falta de compromisso do futuro administrador do município com a Agricultura Familiar e isso será amplamente divulgado para os eleitores e eleitoras que residem na zona rural do nosso município.”
O próximo encontro já está marcado e acontecerá nos dias 10 e 11 de novembro de 2016, no salão paroquial de Colniza.

Confira ‘’Carta-Compromisso pelo fortalecimento da Agricultura Familiar no município de Colniza’’

fcpt-01

fcpt-02

fcpt-03