TEMPO COMUM ''Minhas ovelhas escutam minha voz, eu as conheço e elas me seguem.'' Jo 10,27

INFORMATIVO

Cadastre e receba nosso informativo

04/09/2019 5ª Semana Social Diocesana chama atenção para a busca de soluções dos problemas sociais


A Diocese de Rondonópolis-Guiratinga, através da Coordenação Diocesana de Pastoral, Conselho Diocesano de Leigos e das Pastorais Sociais, realizara de 01 a 14 de setembro a 5ª Semana Social. Como ocorre em nível nacional, a diocese local busca através desta Semana, promover a sensibilização e o envolvimento dos católicos e também de todas as pessoas, nas chamadas questões sociais. A igreja tem claro o pedido de Jesus de que fé não é algo que se vive descolada da vida concreta, mas sobretudo na busca superação das situações sociais que produzem as diversas formas de marginalização, empobrecimento e injustiças sociais.

Como ocorre em diversas dioceses do Brasil, em Rondonópolis será a quinta vez que a Semana Social chama atenção para questões como o conhecimento da Doutrina Social da Igreja, dos moradores de rua, dos projetos que existem de atendimento a diversos grupos de pessoas que vivem em situação de exclusão e marginalização social.

Para este ano, a Semana Social, contará com celebrações de abertura em todas as paróquias da cidade nas missas do próximo domingo do dia 01/9. No dia 3/9 haverá o lançamento da cartilha “Uma igreja em saída: nos caminhos da Doutrina Social da igreja” que será apresentada pelo Pe. João Henrique da Paróquia São Jose Esposo.

No dia 05/9 haverá uma Mesa redonda, buscando alternativas para situação dos moradores de rua de Rondonópolis. Para esta Mesa redonda esta sendo aguardada a presença do ministério Publico, Secretaria Municipal de assistência Social, Secretaria Municipal de saúde, Câmara de Vereadores, Casa esperança, pastoral dos Moradores de Rua e da Polícia Militar.

No dia 10/9 ocorre uma Rodas de Conversa entre as diversas pastorais sociais da Diocese com o objetivo de partilhar as experiencias que estão em atividade e fortalecer o vinculo entre as mesmas no intuito de criar uma equipe ampliada de pastoral social. No dia 14/9, estão sendo convidados diversos adolescentes e jovens da cidade para uma visita e um abraço simbólico na Casa Esperança. Esta instituição atende a diversas pessoas em situação de exclusão e marginalidade social.

Para Marcia Casali, assistente social uma das organizadoras da semana, o número de pessoas em situação de exclusão tem aumentado expressivamente após os cortes de recursos governamentais em diversos programas e projetos de atendimento social. Localmente, o fechamento do Albergue na Vila Operária expôs um problema que requer urgente atenção dos poderes públicos mas também de toda sociedade, não dá para fingir que este problema não nos diz respeito, afirma Marcia.

Papa Francisco tem recordado insistentemente que “nada de humano pode ser indiferente aos cristãos” e que ajudar aos pobres e aqueles que necessitam não é comunismo, mas o Evangelho. Para o Prof. Adilson José Francisco, a Semana Social, não é uma invenção de agora. Como ocorre há 5 anos na diocese, ela é uma forma de viver a “igreja em saída” para encontrara as periferias humanas e existenciais, nas quais vivem tantos irmãos, recorda Adilson. O cristianismo do nosso tempo vive um exigente desafio: ou cumpre a exigência da caridade cristã em sua dimensão sócio transformadora e não apenas “dar o pão”, ou logo não terá nada de novo a testemunhar ao mundo.

A 5ª Semana Social acontece, sempre as 19 horas no prédio da Diocese de Rondonópolis-Guiratinga situado à Av. Frei Servácio, 393. A entrada é franca e aberta a todos interessados.

Pascom – Pastoral da Comunicação
Diocese de Rondonópolis – Guiratinga