TEMPO COMUM "Grande é a messe, poucos são os operários" Lc 10,2

INFORMATIVO

Cadastre e receba nosso informativo

CRP

CRP

O que é

É uma ação conjunta e planejada no Regional Oeste 2 em favor do presbítero, sua pessoa, vida e missão. Atua como presença fraterna e acompanhamento solidário objetivando o “cuidado dos cuidadores”. Deve ser um espaço de integração e intercâmbio, que leve o presbítero a cultivar a alegria e o prazer de ser padre superando obstáculos e dificuldades. Visa a integração e a comunhão dos presbíteros entre si como sinal de pertença a uma Igreja particular.

Objetivo Geral

Motivar a convivência solidária e fraterna entre os presbíteros, favorecendo de maneira planejada e articulada ações que concorrem para o seu crescimento na comunidade presbiteral e na missão de serviço ao Evangelho e à Igreja.

Ações Práticas

  • Proporcionar a formação permanente através de cursos de revitalização teológica, pastoral, espiritual e humana;
  • Incentivar visitas entre os presbíteros;
  • Participar de encontros a nível regional e nacional;

Trabalhos desenvolvidos no Regional

A Comissão Regional de Presbíteros (CRP) é um órgão de representação dos presbíteros, ligada à Comissão Nacional dos Presbíteros (CNP) e dela participante. A comissão tem a responsabilidade de promover a comunhão e a participação entre os membros presbíteros e junto aos bispos do Regional Oeste II da CNBB.
De modo especial a CRP tem a missão de animar e articular em âmbito regional, a corresponsabilidade dos presbíteros, em comunhão com os bispos; refletir, em âmbito de regional, sobre a vida e o ministério dos presbíteros, suas necessidades e dificuldades; encaminhar à Conferencia Episcopal do Regional (CER) Oeste II temas, sugestões relativos à vida e ao ministério dos presbíteros e representar os presbíteros nas assembléias do regional bem como  nas reuniões da Comissão Nacional de Presbíteros (CNP).

Buscando articular os presbíteros do Regional Oeste II, a comissão vem realizando a cada ano o Encontro Regional de Presbíteros (ERP). Este encontro anual se repete há dezesseis anos (desde 1984) e tem por finalidade proporcionar momentos de formação permanente e confraternização entre os padres. No decorrer destes encontros acontecem partilhas, trocas de experiências, num clima bastante acolhedor. É um momento de singular beleza!

Buscando proporcionar aos presbíteros espaços de formação permanente, a comissão vem oferecendo anualmente um curso de formação que acontece normalmente no segundo semestre do ano; dessa forma busca – se dar oportunidade para uma formação permanente dos presbíteros.

A nível nacional nos fazemos presentes através do presidente nas reuniões da CNP e nos Encontros Nacionais de Presbíteros (ENPS) onde além do presidente da comissão, participam delegados das diversas dioceses que compõem o regional.

CAMINHOS

– Que em todas as dioceses, os bispos e representantes de presbíteros incentivem a pastoral presbiteral;

– Que cada diocese tenha seu representante de presbíteros, devidamente eleito pelo presbitério, e que ele seja reconhecido e respeitado como tal;

– Para ser presbítero como a Igreja e o mundo de hoje precisam, alimentamos o desejo de ver os presbíteros participando de cursos de atualização e reciclagem;

– Que as dioceses  e paróquias organizem um autêntico Serviço de Animação Vocacional (SAV) e que aprofundemos a ministerialidade da Igreja;

– Que todos cultivem a pedagogia da presença (do bispo na vida do presbítero, do formador na vida dos formandos, do presbíteros na vida do povo), dedicando mais tempo a essa missão.