TEMPO COMUM "Grande é a messe, poucos são os operários" Lc 10,2

INFORMATIVO

Cadastre e receba nosso informativo

10/08/2017 Meio Ambiente: Paróquia São Pedro faz campanha O estado do Mato Grosso é bastante privilegiado com três biomas

A Igreja, como Mãe e Mestra, vem orientando, através dos trabalhos pastorais, documentos e decisões apresentadas através dos compromissos missionários que tem assumido, a sua preocupação com toda a vida, em todas as suas dimensões.
Desde quando foi criada, a Campanha da Fraternidade traz um tema relacionado à fauna, à flora e todo o meio ambiente. As duas últimas, sobre a Casa Comum (2016) e Biomas (2017), nos alertam e nos impulsionam para atitudes concretas em direção ao cuidado com a vida, preservando a água, as florestas, os animais, em todos os ecossistemas existentes no Brasil. O estado do Mato Grosso é bastante privilegiado: tem três biomas: Pantanal, Cerrado e Floresta Amazônica.
A Paróquia São Pedro, em Pontes e Lacerda-MT, juntamente com a Secretaria do Meio Ambiente, a concessionária de água, a Unemat, o IFMT Fronteira Oeste, o Deputado Wancley Carvalho e o Ministério Público, assumiram o compromisso de cuidar do Córrego Buriti, que corta a cidade, bem na divisa das duas paróquias.
Os trabalhos foram divididos para facilitar a realização do “Programa Córrego Limpo”. A Secretaria do Meio Ambiente faz as visitas às famílias próximas ao Córrego, serviços de limpeza (através da Secretaria de Obras), podas de árvores; os demais membros do Programa ajudam com técnicos (zootecnistas, técnicos em meio ambiente, etc), e a Paróquia São Pedro trabalha toda a questão da Educação Ambiental.
No domingo, dia 6 de agosto, Dia do Senhor Bom Jesus e aniversário da cidade, aconteceu às margens do Córrego Buriti, uma manifestação. Na oportunidade, foram lidas mensagens, pessoas contaram suas experiências de diversão, famílias que lavavam suas roupas no córrego, as tardes festivas de domingo com os amigos se divertindo com banhos no córrego, além de conscientização sobre os cuidados com o mesmo, e tudo o que está planejado para acontecer.
Segundo o planejamento, este ano de 2017 será feito todo o trabalho de despoluição, replantio de árvores, cuidado para que não aconteçam depredações e nem assoreamento no Córrego Buriti. No próximo ano, serão feitos os mesmos trabalhos no Córrego Marechal Rondon, do outro lado da cidade.
Queremos com isso, contribuir para a proteção desses presentes que Deus nos deu. E que tudo isso seja deixado para as futuras gerações, e que todos possam usufruir com muita alegria e fé.

 

Pe. Edson Luiz
Pascom Diocesana