TEMPO PASCAL Jesus Cristo Ressuscitou. Aleluia!

INFORMATIVO

Cadastre e receba nosso informativo

DIOCESE DE DIAMANTINO

BREVE HISTÓRICO

Diocese DiamantinoO início de Diamantino se deve à exploração do ouro e do diamante nesta região, ocorrida a partir de 18 de setembro de 1728. O bandeirante Gabriel Antunes Maciel, de Sorocaba, SP, veio para a região com muitos escravos e movido pelo alcance da lendária “Martírios”, a fim de garimpar a região.

Pastoralmente Diamantino era atendida por padres diocesanos e religiosos vindos de Cuiabá e Rosário Oeste. Ainda sob o efeito do Padroado português (1719 – 1889) em que a Igreja Católica era a única oficial do país, criou-se a paróquia de Diamantino em 1811, sendo que a construção da atual Igreja Matriz foi iniciada em 1818, sem ser concluída recebendo constantes reformas até o seu tombamento oficial em 2003.

Com o assassinato do padre Domingos Tanganelli no interior da Igreja, em 1872,- por defender a abolição da escravatura, a paróquia ficou sem padres residentes até 1930. Vinham apenas esporadicamente padres de Cuiabá e, mais tarde, de Rosário Oeste para a festa da padroeira Nossa Senhora Imaculada Conceição, na qual também se faziam as desobrigas: casamentos, batizados, bênçãos e crismas.

No ano de 1920, o papa Pio XI negociou com a Ordem da Companhia de Jesus (padres jesuítas) para assumirem uma prelazia no Brasil. Como diversas prelazias mostraram interesse pelos padres jesuítas, acabou prevalecendo o apelo de Dom Aquino Correa, Arcebispo de Cuiabá, para que eles viessem à região de Diamantino, uma vasta extensão de terras que abrangia todo o norte e médio norte do Estado.

Diamantino, uma vila de cerca de 400 habitantes, tornou-se a sede da prelazia. Na época, toda esta vasta região não contava com mais de 1.000 habitantes brancos e cerca de 5.000 índios de diversas etnias. A Companhia de Jesus estabeleceu-se em Diamantino no dia 22 de março de 1929.

Em 1930, o Provincial da Província jesuítica de São Paulo destinou para a missão os padres João Batista Du Dreneuf, José Materni e o Irmão Oswaldo Dall’Agnollo.

Assim, no dia 26 de abril de 1930, prestou juramento como Administrador Apostólico, na capela da Nunciatura do Rio de Janeiro, e, no mesmo dia, o Núncio Apostólico D. Beno Aloisi Masella, promulgou o Decreto de execução da Bula de ereção canônica, denominada de “Cura Universae Ecclesiae”. A posse ocorreu em 21 de dezembro de 1930.

 

BISPOS

1º Administrador Apostólico:Pe. João Batista duDréneuf – SJ (1930 – 1948 ).

2º Administrador Apostólico: Pe. Alonso Silveira de Mello – SJ ( 1949 – 1955 ).

1º Bispo Prelado: Dom Alonso Silveira de Mello – SJ ( 1955 – 1971 ).

2º Bispo Prelado: Dom Henrique Froehlich – SJ ( 1971 – 1979 ).

A 16 de outubro de 1979, pela Bula “Cum Praelaturae “ do Papa João Paulo II., foi elevada de Prelazia a Diocese.

1º Bispo Diocesano: Dom Henrique Froehlich – SJ ( 1979 – 1981)

2º Bispo Diocesano: Dom Agostinho Kist – SJ ( 1982 – 1998 ).

3º Bispo Diocesano: Dom Canísio Klaus ( 1998)

3ª Administrador Diocesano:Pe Reinaldo Braga Junior (2010)

4º Bispo Diocesano: Dom Vital Chitolina (2012)

 

OUTRAS INFORMAÇÕES

Paróquias: 17

Comunidades: 600

Sacerdotes: 33

Religiosas: 26

 

ATENÇÕES ESPECIAIS

  • Articulação das Foranias.
  • Nova Edição do Diretório dos Sacramentos e reformulação do manual de orientações administrativas.
  • Articulação das coordenações de pastorais, movimentos, serviços e assessorias diocesanas.

 

Situação Geográfica: Centro-oeste do Estado do Mato Grosso.

Limites: Diocese de Juína – MT, Diocese de Sinop – MT, Arquidiocese de Cuiabá – MT e Diocese de São Luiz de Cáceres – MT.

Superfície: 107.495 km2

População: 370 mil habitantes

Municípios: Alto Paraguai, Arenapólis, Campo Novo dos Parecis, Denise, Diamantino, Ipiranga, Itanhangá, Lucas do Rio Verde, Nortelândia, Nova Marilândia, Nova Maringá, Nova Mutum, Santo Afonso, São José do Rio Claro, Sapezal, Tangará da Serra, Tapurah e Santa Rita do Trivelato.

 

ENDEREÇO

catedral-diamantinoRua das Camélias, 75, Jardim Eldorado

CEP: 78.400-000 – Diamantino-MT

Fone: (65) 3336-1055

Fax: (65) 3336-1213

E-mail: diocesedtno@uol.com.br

Site: www.diocesedediamantino.com.br